Comportamento Passivo-Agressivo no Pauper Standard

Post Image
31 de março de 2017. Decks, Pauper Standard

Já estamos chegando no final da temporada, e hoje é a última oportunidade para pontuar na Liga Deck Store Pauper Standard, que ocorre durante o nosso Friday Night Magic.

E para ajudar vocês a se prepararem um pouco melhor, vamos fazer uma breve análise dos dois decks que tem roubado a cena no Pauper Standard, ao conseguirem sobrepujar uma de suas principais fraquezas, graças a algumas cartas lançadas no bloco de Kaladesh.

Agressividade Típica

Os decks agressivos tem como principal característica, um plano de jogo que consiste em tentar acabar com os pontos de vida do oponente o mais rápido possível, especialmente até o seu turno 5.

Para isso, utilizam-se de todos os recursos disponíveis de modo a causar o máximo de dano possível, antes que o oponente tenha chance de se defender.

O efeito colateral, é que ao utlizar esses recursos, a quantidade de cartas na mão tende a zero rapidamente. Quando isso acontece, dizemos que o deck "perdeu o gás" e ele fica dependente da próxima carta no topo do deck, o famoso "Top Deck".

Como consequência, se um oponente consegue levar o jogo para o mid e late game, o deck aggro vira uma presa fácil.

Sentando e esperando

Mas o bloco de Kaladesh trouxe algumas cartas que permitem a alguns decks apreciar a vista, numa situação onde o board se torna travado. E mesmo quando eles perdem o gás e ficam na dependência do top deck, ainda são capazes de matar o oponente sem nem ao menos precisar atacar.

São elas, Vigia do Mercado Noturno e Enviada Vampira (esta já estava presente desde o lançamento de Juramento das Sentinelas) no caso do BR Veículos, Flamitecelão Temerário e Arrebentador de Engrenagens de Embraal no caso do RW Veículos e Infiltrador das Torres em ambos os decks.

Vigia do Mercado Noturno e Infiltrador das Torres fazem o oponente perder pontos de vida ao serem virados, por qualquer motivo, fazendo com que eles sejam pilotos ideais para Aeroesquife e Fretista Renegado.

Além deles, Enviada Vampira também é excelente pilotando, pois assim como Vigia do Mercado Noturno também te faz ganhar vida ao ser virada.

Já a dupla Flamitecelão Temerário e Arrebentador de Engrenagens de Embraal vão numa outra linha. Embora eles possam ser utilizados como pilotos, eles tiram maior proveito dos cartas como Quebra-cabeça do Engreneiro, causando dano quando os artefatos entram no campo de batalha ou sacrificando os mesmos para causar dano.

Assim, ambos os decks podem executar um plano de jogo agressivo, capaz de fechar a partida por si só até o turno 5, e caso não seja suficiente, eles tem um plano B que mata sem precisar atacar.

O plano de jogo típco do BR Veículos é abrir com os pilotos Autômato Aprimorador, Vigia do Mercado Noturno ou Agente da Dhund, causando dano com os ataques iniciais, de modo a baixar os pontos de vida do oponente para algo entre 14 a 16.

Em seguida, a ideia é resolver um Fretista Renegado, para no turno 4 atacar com a ajuda de Hostilidade Emprestada e/ou Construído para Arrebentar, causando de 5 a 17 pontos de dano e finalizando o jogo.

Se esse cenário não se concretizar, ele pode se manter na defensiva matando as ameaças iniciais do oponente com Choque, ou mesmo com truques de combate usando Hostilidade Emprestada e Ímpeto de Vitalidade. Esta última inclusive, como já destacada no nosso review sobre a rotação passada, pode mudar completamente o jogo.

Daí, basta ficar pilotando os veículos no passe com Vigia do Mercado Noturno e Infiltrador das Torres ou ainda, gerando mana colorida com Assentamento da Resistência para assistir os pontos de vida do oponente escorrerem pelo ralo.

Já o RW Veículos, embora semelhante, funciona um pouquinho diferente. A sua abertura é um pouco menos explosiva, entretanto, a cada turno que passa ele é capaz de desenvolver ameaças cada vez mais perigosas, enquanto que ainda se defende.

O turno 3 ideal, tanto pode ser resolvendo um Fretista Renegado, quanto um Gremlins Salivantes.

No primeiro caso, um turno 4 com um ataque bem sucedido, aliado a Construído para Arrebentar ou Feito para Durar pode ser devastador.

Já no segundo, um Gremlins Salivantes no 3, seguido de Quebra-cabeça do Engreneiro no 4, com ao menos uma mana branca disponível, é garantia de uma morte dolorosa, caso o oponente não tenha resposta para um 8/3, 8/5 ou até mesmo 12/9 atropelar.

Se isso não for suficiente, Infiltrador das Torres, e Arrebentador de Engrenagens de Embraal são suficientes para fazer o restante do trabalho, pois acredite, um par de cada, seguido de Quebra-cabeça do Engreneiro pode acabar com o jogo sem que o oponente tenha chance de aplicar uma resposta.

Agressivos, mas sem pressa

Em ambos os casos, os decks podem acabar com o jogo rapidamente, se as mãos iniciais forem favoráveis. Entretanto, eles também são capazes de se manter na defensiva se necessário, mas drenando a vida do oponente mesmo assim, graças às cartas que permitem causar dano sem precisar atacar.

Uma estratégia parecida já foi vista no deck UR Thermo, mas com a diferença que o deck é fortemente dependente do Termoalquimista.

Uma vez eliminada a ameaça principal, as outras são gerenciáveis, e além disso, uma sequência ruim de compras pode ser fatal, pois o deck não tem um plano B caso ele não consiga conjurar com frequência as suas mágicas.

Já tanto no BR Veículos, quanto no RW Veículos, ambos os planos de jogo são executados com as mesmas peças, o que aumenta em muito a capacidade dos decks de finalizar o jogo, mesmo que eles dêem uma engasgada.

Assim a consitência apresentada por eles ao aplicar pressão no adversário, faz com que mesmo uma boa sequência de Pulsação de Murasa não seja suficiente para detê-los.

Como resultado, variantes desses decks reinaram soberanos em 7 dos 8 eventos de fevereiro a março, tornando cartas com Pulsação de Murasa e Inventor do Bastião muito menos relevantes do que se esperava delas na temporada.

Artigos relacionados:

No post rápido de hoje, dois decks pra faturar mole mole o desafio do Pauper Standard no Magic the Gathering Arena

No post de hoje trazemos para vocês o deck que tornou o Renato Silva obsoleto e foi a sensação das últimas rodadas da Liga Deck Store Modern

A temporada de Dominaria já está chegando ao fim. Confiram as datas dos últimos eventos da Liga Deck Store e preparem os seus decks para a grande decisão

Terça-feira é dia de Brawl, e no post de hoje trazemos uma lista que reúne os melhores veículos e pilotos de Kaladesh e será capaz de te colocar no topo do pódio do Brawl.

Sexta-feira é dia de maldade e no post de hoje temos um deck Pauper Standard que vai tirar os oponentes do sério