Como foi o Turbo Pauper Standard Amonkhet

Post Image
30 de maio de 2017. Decks, Eventos, Pauper Standard, Turbo Pauper Standard

No último domingo tivemos aqui na Deck Store o Turbo Pauper Standard Amonkhet, a quarta edição do tradicional evento de Pauper Standard, com direito a balões, viradas sensacionais, novos decks, e claro, a consolidação de arquétipos clássicos.

Gostaríamos de agradecer a todos que participaram e também ajudaram a divulgar o evento, demonstrando que o Pauper Standard continua crescendo cada vez mais rápido.

O evento

No total, vinte e quatro jogadores se enfrentaram em cinco rodadas de suíço, seguido por um Top 8 muito disputado, que culminou em uma das finais mais épicas que já tivemos aqui na loja.

O metagame, como não poderia deixar de ser, mostou-se mais uma vez variado, contando com nada menos que vinte arquétipos diferentes.

Metagame do Turbo Pauper Standard Amonkhet

Dentro dessa selva, quem se deu bem e passou para o Top 8 foram: Thyago Santos (UG Energy), Rodrigo Marson (BW Zombies), Adriano Freitas (Mono Red Thermo), Luis Oliveira (UR Thermo), Alex Izidio (UR Thermo), Marcos Paludeti (UR Thermo), Vinicius Costa (Abzan Delírio) e Andre Monteiro (UW Tokens).

A dupla surpresa ficou por conta dos decks de veículos, que embora estejam entre os mais consistentes da temporada, apareceram em pouca quantidade e não conseguiram chegar ao Top 8.

Arquétipos do Top 8 do Turbo Pauper Standard Amonkhet

Nas quartas de final, os jogadores que terminaram o suíço no Top 4 eliminaram os outros quatro com certa facilidade, exceto na partida entre o Rodrigo e o Vinícius, que vendeu caro a vaga no Top 4, ao perder por 2-1 em um match muito equilibrado.

Já na rodada seguinte, os últimos decks com Termoalquimista deram adeus à disputa ao serem também eliminados pelos jogadores melhores colocados durante o suíço.

Desta vez o Rodrigo conseguiu um 2-0 de forma mais tranquila, enquanto que do outro lado, embora também tenha terminado 2-0, Luis e Thyago fizeram uma partida muito equilibrada, com ambos os games sendo decididos com uma margem mínima.

A final entre o Thyago e o Rodrigo também foi extremamente equilibrada e cheia de reviravoltas.

No primeiro game, mesmo pilotando um deck agressivo, o Rodrigo deu aula de como controlar um jogo, fazendo frente a um oponente com um deck muito mais agressivo que o seu.

Ele soube esperar o momento certo e após trinta e quatro minutos de jogo, armou com frieza a arapuca para fechar o game num ataque que causou vinte pontos de dano de uma vez só.

O segundo game desenhava-se da mesma forma que o anterior, mas uma engasgada da curva de mana do BW Zombies foi o suficiente para que o consistente UG Energy, pilotado de forma segura pelo Thyago empatasse a partida após uma batalha de trinta e oito minutos.

E por fim, após quarenta de dois minutos de um game muito disputado, perfazendo no total quase duas horas de final, o Thyago consegiu sacramentar a virada e fechar a partida em 2-1, tornando-se o 4º Campeão do Turbo Pauper Standard.

Top 4 Decks

Curiosamente todas as partidas do Top 8 foram vencidas pelos jogadores que terminaram o suíço nas melhores colocações.

Abaixo listamos os quatro melhores decks do evento:

Em quarto lugar tivemos o UR Thermo, pilotado pelo Luis Oliveira. Um arquétipo clássico do formato desde o lançamento do Termoalquimista na edição Lua Arcana, o deck foi sendo aperfeiçoado e conta com duas win conditions complementares.

Tanto pode ganhar usando a habilidade do Termoalquimista, como também contando com os ataques do Sabujo Pírico, e mais recentemente, do Gigante Errático, um cidadão que tende a ser complicado de lidar, depois que o oponente já gastou todas as remoções.

Em terceiro ficou o Mono Red Thermo, do Adriano Freitas. Como todo Mono Red que se preza, mata super rápido, na maiorira das vezes antes que o oponente tenha a chance de reagir.

Ele combina mágicas de dano direto como Temperamento Explosivo, Choque e Toque do Vazio, com o dano causado pelo Termoalquimista e seu primo Zangão Espinhoso, finalizando algumas vezes com a Maga Sanguinária.

Em segundo, tivemos o BW Zombies do Rodrigo Marson, que embora parecido com a versão publicada aqui no blog, tem uma personalidade própria e mostrou ser capaz de controlar a partida quando enfrenta decks mais agressivos que ele, confirmando que o arquétipo é uma grande ameaça no Pauper Standard.

Contando com uma lista equilibrada, ele aposta nas interações entre os zumbis para "provocar" evasão, virando as criaturas do oponente. Ele também tem criaturas resilentes como Dissidente CondenadoGato Sagrado, sendo que este último também lhe garante alguns pontos de vida extra.

Destaque para as três cópias de Maldição do Intruso de main deck, e por fim, Em Nome de Oketra é capaz de finalizar uma partida "do nada".

E o grande campeão foi o UG Energy do Thyago Santos. O arquétipo já foi detaque em um post antes do Turbo Pauper Revolta do Éter, mas a versão campeã foi atualizada para ser mais consistente na sua capacidade de agredir.

A estratégia do deck baseia-se em criaturas que produzem e consomem energia para se tornarem maiores do que são quando conjuradas. Além disso uma boa parte delas possui atropelar, o que combinado com mágicas que aumentam suas estatísticas, faz do deck um dos mais agressivos e eficientes do formato.

Resultados

A quarta edição do Turbo Pauper Standard, embora não tendo sido a maior de todas, mostrou-se novamente um sucesso de público.

Foram quase dez horas de evento num ambiente ao mesmo tempo descontraído e competitivo, contando com um metagame diversificado e partidas memoráveis.

Os jogadores que terminaram no Top 8 dividiram uma Box de Amonkhet e o campeão ainda levou pra casa um set de Gato Sagrado FOIL.

Gostaríamos de agradecer mais uma vez a todos os jogadores que compareceram e também a todas as pessoas que ajudaram a divulgar o evento.

A Deck Store também dá as boas vindas às outras lojas da Grande São Paulo que vão começar a fazer eventos de Pauper Standard nos próximos dias, mostrando que o formato encontra-se em uma crescente.

Artigos relacionados:

No post de hoje trazemos para vocês o deck que tornou o Renato Silva obsoleto e foi a sensação das últimas rodadas da Liga Deck Store Modern

A temporada de Dominaria já está chegando ao fim. Confiram as datas dos últimos eventos da Liga Deck Store e preparem os seus decks para a grande decisão

Terça-feira é dia de Brawl, e no post de hoje trazemos uma lista que reúne os melhores veículos e pilotos de Kaladesh e será capaz de te colocar no topo do pódio do Brawl.

Sexta-feira é dia de maldade e no post de hoje temos um deck Pauper Standard que vai tirar os oponentes do sério

No post de hoje trazemos um deck Pauper Standard capaz de mostrar que simplicidade não significa ser inofensivo