Detonando com o Kudu Turrão no Pauper Standard

Post Image
12 de maio de 2017. Decks, Pauper Standard

A 5ª Liga Deck Store Pauper Standard segue a todo vapor agora também aos domingos. E pra você não ficar de fora, no post de hoje trazemos o deck que promete ser um dos mais infames da temporada, o BG Turrão.

A ideia básica do deck é jogar de forma agressiva, utilizando criaturas com estatísticas maiores do que o normal para o seu custo de mana, graças à mecânica de marcadores -1/-1 presente em Amonkhet.

As criaturas com essa mecânica, ao entrar no campo de batalha, fazem com que você precise colocar marcadores -1/-1 nas suas próprias criaturas.

O truque então, para não terminar com criaturas inferiores ao desejado, é colocar esses marcadores em algum lugar que te dê vantagem, ou seja, em criaturas que fazem algo quando morrem.

A base de mana é bem simples, somando no total vinte terrenos, já que a curva média do deck é menor que 3.

Eles são distribuídos entre três cópias de Paisagem Distorcida, três cópias de Terras em Desenvolvimento, sete cópias de Pântano e sete cópias de Floresta.

No total são vinte e quatro criaturas, sendo quatro cópias de cada. Dessas, a dupla Kudu Turrão e Picador de Almas é responsável por causar a maior parte do estrago, tanto na forma de dano quanto nos trocadilhos infames. Esse último, inclusive, pode ser usado como uma potente remoção dependendo da situação.

Mensageiro dos Atalhos tem dupla função, sendo uma boa ameaça na curva três, e ainda deixa uma pista quando morre, o que também a torna um bom alvo para os marcadores do Picador de Almas.

Dissidente Condenado e Druida Primal valem mais mortos do que vivos. O primeiro deixa um zumbi maior que ele quando morre, enquanto que o segundo te adianta o jogo ao buscar um terreno, na mesma situação. Na pior das hipóteses, eles são a primeira linha de defesa, e na melhor, eles são os principais alvos para os marcadores das criaturas maiores.

Outra criatura interessante é a Múmia Pustulenta. Essa drop 1 super simpática, quando morre bota um marcador -1/-1 em uma criatura alvo. Isso faz com que ela seja um excelente redirect para os marcadores do Kudu Turrão e do Picador de Almas.

Nas mágicas que não são de crituras, temos duas cópias de Sucumbir à Tentação pra dar um fôlego extra ao deck e duas cópias de Pulsação de Murasa, porque sim.

Resistência Sobrenatural e Eliminar Fraqueza são os truques de combate que vão tirar o sono do seus oponentes, já que o deck não conta com remoções diretas. Afinal, eles que se preocupem com as nossas criaturas.

E pra finalizar, três cópias de Cártula da Ambição e três cópias de Cártula da Força, que se não são as duas melhores cártulas da edição, por três manas cada, melhoram uma criatura, fornecem remoções indiretas e ainda adicionam vínculo com a vida e/ou atropelar para as criaturas encantadas.

Conclusão

Piadinhas à parte, o deck é bastante agressivo e tende a resolver o jogo rápido, já que quando encaixados corretamente, Kudu Turrão e Picador de Almas ficam bem maiores do que deveriam ser para o seu custo.

Além disso, as cártulas podem torná-los ameaças maiores e mais eficientes, já que no turno quatro por exemplo, o seu oponente pode ter que lidar com um Kudu Turrão gigante, que além de engolir uma criatura, ainda atropela.

Calendário

12/05 20:00 - FNM Pauper Standard
13/05 10:00 - CLM + Liga Deck Store Modern
13/05 15:00 - CLM + Liga Deck Store Standard

Artigos relacionados:

No post de hoje trazemos para vocês o deck que tornou o Renato Silva obsoleto e foi a sensação das últimas rodadas da Liga Deck Store Modern

A temporada de Dominaria já está chegando ao fim. Confiram as datas dos últimos eventos da Liga Deck Store e preparem os seus decks para a grande decisão

Terça-feira é dia de Brawl, e no post de hoje trazemos uma lista que reúne os melhores veículos e pilotos de Kaladesh e será capaz de te colocar no topo do pódio do Brawl.

Sexta-feira é dia de maldade e no post de hoje temos um deck Pauper Standard que vai tirar os oponentes do sério

No post de hoje trazemos um deck Pauper Standard capaz de mostrar que simplicidade não significa ser inofensivo