As principais perdas do Pauper Standard com a rotação

Post Image
25 de setembro de 2017. Decks, Pauper Standard

A próxima sexta-feira marca o lançamento da edição Ixalan, e com ela teremos mais uma rotação no Standard.

Caem as edições Batalha por Zendikar, Juramento das Sentinelas, Sombras em Innistrad e Lua Arcana.

Permanecem no Standard as edições Kaladesh, Revolta do Éter, Amonkhet e Hora da Devastação, além da entrada de Ixalan.

No post de hoje, que precede a nossa análise das cartas comuns de Ixalan, vamos falar um pouco sobre as principais perdas do Pauper Standard com a rotação.

Aliados de Zendikar

A tribo dos Aliados de Zendikar foi responsável por um deck que marcou época durante o primeiro ano do bloco de Zendikar no Pauper Standard, o Jund Aliados.

O deck combinava as mecânicas de Surto, Reunir, Convergir e Companheiro para formar um dos decks mais sinérgicos que o formato já viu.

Vampiros Muito Loucos

Embora Ixalan traga uma nova ordem de vampiros, nas quatro edições que caem temos a despedida de uma turminha do barulho que aprontava altas confusões no Pauper Standard, com destaque para Curandeiro Kalastria e Enviada Vampira nos decks de Aliados e Neófito Insolente e Dragão de Olivia nos decks baseados em loucura.

Ainda falando a mecânica de loucura, Compulsão Assassina, Temperamento Explosivo e Esmola Venosa vão deixar saudades.

Delírio

Outro deck que ficou famoso no seu primeiro ano de Standard, o Abzan Delírio faz a sua despedida em definitivo ao formato com a perda da mecânica que dá nome ao deck.

Pistas

Uma das mecânicas mais utilizadas no atual Standard, Investigar permitia que decks que normalmente não tem acesso a compra de cartas pudessem manter o fôlego conforme o jogo avançava.

No Pauper Standard, o deck que mais explorou essa mecânica foi o GW Clues, um deck agressivo que abusava das pistas não só para comprar cartas mas também para alimentar Sarça-sangrenta e Purgação Angelical.

Emergir

Por muito tempo, Grifino Miserável e Coisa do Enxame Horrendo foram cartas consideradas "must have" em decks azuis e verdes, graças às suas interações com Sentinela Desesperada, Mensageiro dos Atalhos e Maldita de Gavony entre outras.

Com apenas duas criaturas compartilhando a mecânica no formato não tivemos um deck exclusivamente baseado em Emergir. No entando, ambas marcaram presença em decks que exploravam bem os efeitos que disparavam ao se sarificar uma criatura.

Terrenos Funcionais

As duas últimas temporadas do Pauper Standard tiveram alguns terrenos funcionais (aqueles que além de gerar mana tem outras funções no deck) que se tornaram presença garantida em muitos decks.

Pináculos IndistintosLodaçal Mortuário e Ponte de Arenito foram os principais representantes de um ciclo de terrenos funcionais em Batalha por Zendikar, vendo jogo do lançamento até a sua queda com a rotação.

Destacamos ainda Paisagem Distorcida, um primo de Terras em Desenvolvimento que agregava bastante ao gerar mana e também permitir a busca de um terreno básico no grimório.

Remoções

Talvez uma das categorias mais afetadas pela rotação, algumas remoções vão deixar saudades, especialmente nas cores branco, preto e vermelho.

Bombardeio Galvânico rapidamente tornou-se a principal remoção vermelha no formato graças ao seu baixo custo e alcance variável.

Embora a sua primeira instância causasse apenas 2 pontos de dano, a partir da segunda ela era capaz de remover as mesmas ameaças que Temperamento Explosivo, Toque do Vazio e Abrir Fogo por 1/3 do custo.

Repreensão de Gideon também foi a remoção padrão no branco, conseguindo lidar com praticamente todas as ameaças do formato.

Compulsão Assassina era a remoção preta em instant speed mais barata em decks com acesso a loucura, tendo um custo benefício razoável nos outros decks.

Mas as remoções mais relevantes do formato, eram capazes de exilar seus alvos, eliminando de vez o problema de recursão baseado em cemitérios.

São elas, Negligência Completa, Golpe do Esquecimento e Purgação Angelical.

Destacamos ainda a perda de Prender Asas, o último predador do Inventor do Bastião voador.

Artefatos de custo zero

Aqui vale uma pequena nota para a perda de Serra Óssea e Escudo do Cátaro. Este último, uma das peças fundamentais nos decks baseados em Inventor do Bastião.

Suporte

As ausências de Antecipar e Delir vão afetar bastante os decks baseados em azul.

Enquanto a primeira era responsável por resolver problemas de inconsistência dos decks, a última era resposta certeira para vencer os counter wars e garantir a entrada das bombas do deck no campo de batalha.

Criaturas

Além de ser o principal drop 1 do formato, Inspetor de Thraben também era peça fundamental no Mardu Veículos do Standard.

No azul, Reprodutor Celeste Eldrazi era presença garantida em quase todos os decks que usavam a cor e além disso, chegou a fazer parte do Bant Eldrazi no Modern.

Uma das criaturas menos famosas e mais fundamentais em ao menos dois decks importantes do formato, Enviada Vampira vai deixar saudades no BR Veículos e no Grixis Control, graças ao seu poder de bloqueio, evasão e ganho de vida.

No vermelho podemos destacar Sabujo Pírico, que tornou-se peça fundamental de diversos decks com vermelho, como o UR Thermo, Mono Red Thermo e até no próprio Grixis Control.

No passe, Murasa...

Uma das principais cartas do Pauper Standard nos últimos dois anos, Pulsação de Murasa merece uma seção à parte.

Componente essencial de um dos decks mais icônicos so formato, o Sultai Control, essa mágica instantânea foi presença garantida em praticamente todos os decks que tinham verde no formato.

Versátil, além de proporcionar um ganho de vida bem relevante (6 pontos) ela ainda retornava do cemitério uma criatura ou um terreno, ajudando os decks a ter acesso ao que fosse necessário no momento, ameaça ou mana.

Não é a toa que no Pauper Legacy o Murasa Tron leva o seu nome.

Um de dano em você...

Mas a perda mais sentida no formato certamente é a do Termoalquimista.

Embora tenha passado relativamente despercebido durante seus primeiros meses no formato, ele rapidamente tornou-se uma das principais cartas do Pauper Standard, impulsionando dezenas de decks, que iam do Mono Red Thermo ao Grixis Control, passando por uma infinidade de midranges, cujo principal expoente foi o UR Thermo.

Ao analisá-la isoladamente, essa criatura não parece ser tão poderosa assim, mas no deck certo e com mais de uma cópia em jogo, ela é capaz de definir a partida rapidamente, antes que o oponente tenha a chance de encontrar uma resposta adequada.

Conclusão

Com a queda de quatro edições nesta rotação, teremos a perda de algumas tribos importantes, diversas mecânicas e consequentemente decks inteiros.

Dentre as funções mais afetadas, destacam-se as remoções e em especial as que exilam criaturas.

Elas se tornaram muito mais relevantes por quebrar o ciclo de recursão criado por Pulsação de Murasa, mas com a queda dessa última e a presença de Banquete dos Escaravelhos, as remoções que apenas destroem podem ganhar importância novamente.

Por fim, chegou a hora de aposentar o Termoalquimista, o que significa que muitos decks vão perder muito de sua potência, enquanto que outros simplesmente vão desaparecer sem a sua principal win condition.

Nos próximos posts vamos fazer a nossa tradicional análise das cartas comuns da nova edição, e como elas podem afetar o metagame do Pauper Standard.

Artigos relacionados:

No post de hoje trazemos para vocês o deck que tornou o Renato Silva obsoleto e foi a sensação das últimas rodadas da Liga Deck Store Modern

A temporada de Dominaria já está chegando ao fim. Confiram as datas dos últimos eventos da Liga Deck Store e preparem os seus decks para a grande decisão

Terça-feira é dia de Brawl, e no post de hoje trazemos uma lista que reúne os melhores veículos e pilotos de Kaladesh e será capaz de te colocar no topo do pódio do Brawl.

Sexta-feira é dia de maldade e no post de hoje temos um deck Pauper Standard que vai tirar os oponentes do sério

No post de hoje trazemos um deck Pauper Standard capaz de mostrar que simplicidade não significa ser inofensivo