Dinossauros e Piratas no Pauper Standard

Post Image
06 de outubro de 2017. Decks, Pauper Standard

A comunidade Pauper Standard não para de crescer, como podemos ver pela movimentação no grupo de Pauper Standard no Facebook.

Então aproveitando que a galera já está compartilhando decks de montão por lá, nos próximos posts ao invés de mostrar as listas de decks já prontos, vamos fazer um exercício de deck building, mostrando listas básicas que podem servir de ponto de partida para decks realmente competitivos.

A ideia principal por trás do deck Naya Dinos, é usar a redução do custo dos dinossauros proporcionada por Convocadora de Kinjalli para colocar os lagartos em campo mais cedo do que deveriam, ganhando o jogo pela supremacia do campo de batalha.

E para maximixar isso, temos Comungar com os Dinossauros, que pode tanto ser usada para manter a pressão das ameaças turno a turno, como para corrigir a base de mana, mantendo o deck sempre em movimento.

As remoções vem na forma de Cilada e Cártula da Força que tomam vantagem do fato dos dinos entrarem no campo de batalha antes que as ameaças do oponente na mesma curva, e ainda deixam os seus dinos mais fortes.

Além disso, Cártula da Força e Exasperar interagem especialmente bem com os dinos que tem enfurecer, como Caçadores Coroa‑de‑sol e Adagodonte Voraz.

Na cor branca, além de baixar os custos dos dinos, também temos o Malhocéfalo Territorial, que não só é um excelente drop 3, como também tira um possível bloqueador do caminho quando ataca, deixando a manada ainda mais perigosa.

Completam a lista outros lagartos, como o Ladrão de Ninhos para o início do jogo, Bando de Raptores complicando os jogos de média duração e Bocarra Sinistra Colossal, especialmente para finalizar a partida junto com Perseguir a Glória.

É importante notar que essa é uma lista base que pode ser usada para derivar três outros decks de dinossauros com apenas duas cores cada.

O branco tem a importante função de baixar o custo das suas crituras, acelerando a curva do deck, algo que tipicamente aparece no verde com os dorks. A cor também traz mágicas de suporte bem versáteis no formato além de criaturas agressivas e/ou com evasão.

No Pauper Standard, o vermelho tem os dinossauros mais agressivos, além de boas remoções e pumps que podem fechar o jogo rapidamente.

Se demorar e o campo de batalha crescer, temos ainda Perseguir a Glória que tira vantagem do número de combatentes.

Já no verde, temos dinos fortes para suas respectivas curvas, com remoções que tiram proveito das criaturas na mesa, além de pumps, fogs e mais dorks para acelerar a curva.

A segunda lista de hoje é um midrange de piratas, cujo objetivo é consumir os recursos do oponente enquanto acumula tesouros até poder baixar as suas próprias bombas.

E para reduzir os recursos do oponente, começamos com a clássica Coergir, seguida pelo efeito da habilidade Raid do Atormentador da Olho Morto.

Esse último interage lindamente com cartas que dão bounce nele, como Ardil da Sirena e Ventos Alíseos de Éter.

Degoladora da Frota Abissal também tem uma habilidade muito pareceida com raid, especialmente boa após um ataque dos descartáveis Náufragos Desesperados e Acumuladora da Frota Macabra.

E é com ela que abrimos a temporada de caça aos tesouros, seguida pela dupla Lâmina de Alavanca e Vigia Sireno.

Esta última também interage muito bem com Ardil da Sirena, que inclusive está super dentro do flavor de piratas saltando de um navio para o outro.

Aliás, a habilidade explorar merece uma atenção especial. Ou ela vai te dar um terreno e aumentar a sua chance de comprar uma mágica relevante no decorrer do jogo, ou ela vai deixar a criatura que explora mais forte. Há poucos cenários onde qualquer uma das duas opções sejam ruins.

E as criaturas com explorar ficam ainda melhores com Ardil da Sirena, pois permite que elas ataquem praticamente sem risco, habilitando o raid de outras criaturas.

Se não for bloqueada, vai causar o seu dano, podendo colocar em jogo mais tesouros. Se for bloqueada de forma favorável, ótimo. Se for bloqueada de forma desfavorável, ela pode tomar um blink, saindo ilesa do combate, Ardil da Sirena vai de comprar uma carta, a criatura vai explorar novamente e ainda vai habilitar o raid.

O vermelho e o preto tradicionalmente trazem as principais remoções no formato. Destacamos Destruir os Fracos e Disparo de Canhão de Fogo, que se juntam a cartas como Morrer Jovem, Conclusão Impecável, Centelhas da Solda, Demolição Ousada, Recompensa Final, Ferroada Letal, Golpe Perfurante, entre outras.

O azul vem com algumas cartas interessantes que interagem com os piratas, dando margem para assim como no caso dos dinossauros, criar outros decks com menos de três cores.

Conclusão

Em Ixalan temos uma boa variedade de diossauros e o formato tem cartas que interagem bem com eles, permitindo várias combinações que resultam em decks diferentes, mais agressivos ou menos agressivos, com duas ou até três cores.

Tamos também alguns piratas, que apesar de serem mais fracos isoladamente, possuem habilidades que quando combinadas são capazes de sustentar também uma variedade de decks.

Por fim, as listas acima dão uma visão geral do que temos disponível nas duas tribos e servem de ponto de partida para a montagem de novos decks.

Artigos relacionados:

No post de hoje trazemos para vocês o deck que tornou o Renato Silva obsoleto e foi a sensação das últimas rodadas da Liga Deck Store Modern

A temporada de Dominaria já está chegando ao fim. Confiram as datas dos últimos eventos da Liga Deck Store e preparem os seus decks para a grande decisão

Terça-feira é dia de Brawl, e no post de hoje trazemos uma lista que reúne os melhores veículos e pilotos de Kaladesh e será capaz de te colocar no topo do pódio do Brawl.

Sexta-feira é dia de maldade e no post de hoje temos um deck Pauper Standard que vai tirar os oponentes do sério

No post de hoje trazemos um deck Pauper Standard capaz de mostrar que simplicidade não significa ser inofensivo